Homenagem á Willian Hanna

O mundo dos desenhos animados nunca mais voltará a ser o mesmo. Morreu, aos 90 anos, William Hanna, criador de personagens inesquecíveis como Tom e Jerry, Fred Flinstone, Scooby Doo e Zé Colméia.

Hanna morreu em sua casa em Los Angeles, onde vivia em companhia de sua esposa Violet - com que estava casado há 65 anos.

Hanna nasceu no estado americano do Novo México em 1910 e começou a trabalhar com desenhos animados durante o período da depressão econômica nos EUA, na década de 30.


Em 1937, ele foi contratado pelos estúdios Metro-Goldwyn-Mayer, onde iria conhecer Joseph Barbera, que seria seu sócio numa empresa de animação.

Oscars











O primeiro sucesso de Hanna e Barbera foi a dupla Tom e Jerry - uma série de desenhos animados criada originalmente para ser exibida nos cinemas.

As aventuras e desventuras de Tom e Jerry garantiram aos dois cartunistas sete Oscars - mais do que qualquer outra série de animação na história.




Hanna: sete Oscars
Quando a Metro-Goldwyn-Mayer decidiu fechar o departamento de animação, Hanna e Barbera abriram sua própria empresa e se concentrar em televisão.

Nos anos seguintes, eles lançaram vários desenhos animados que até hoje podem ser vistos na TV.









Favorito

Além dos Oscars, Hanna e Barbera conquistaram uma dezena de prêmios Emmy - o mais importante da TV dos EUA.

Em uma das suas últimas entrevistas, antes da estréia de um longa-metragem dos Flinstones, William Hanna disse: "Neste filme nós aparecemos durante três segundos, o que é muito gratificante".

De todos os personagens que criou, Hanna não escondia qual deles considerava o seu favorito - justamente o chefe da famosa família da idade da pedra, Fred Flinstone.

Nos últimos anos, o cartunista vinha lutando contra o Mal de Alzheimer.
Compartilhar no Google Plus
    Blogger Comentario

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial