Capítulo final de O mistério secreto


Para quem acompanhou O mistério secreto aqui no SDNC, curtam o episódio final da trama!
CAPÍTULO 80: (Ultimo capítulo)
Anteriormente em O mistério secreto...
Alguns vilões da cidade fugiram da cadeia local. Tudo mandado por S, que se livrou de ser preso num plano que matou Locked, que descobrimos mais tarde ser um mendigo contratado por Derick; outro usado. Deise, uma do time S, ficou birutinha do juízo e tentou atacar a própria irmã. Essa foi a mesma estratégia de  Googie, que também não se deu bem e acabou morrendo queimada no Salsicha ao ponto. Quem também pagou pelos seus crimes foram os pais de Velma, que viram seu museu pegar fogo. Desesperados, fugiram da loucura de Vila Legal com  o restante dos habitantes locais. A mistério S.A então fica pasma ao receber a notícia de que Scooby doo fora sequestrado por S, eles entram no covio do mal à bordo da máqina mistério que voltou com tudo. Chegando lá, num plano de Fred, eles descobrem que Derick era uma farça; a sorte é que Lucy estava escondida e podia salvá-los. Derick os humilha e para entrar em êxtase tira a máscara.
Todos o olham.
Derick: Oi Mistério S.A!
Derick não aparece mais. Daphne e os outros estão em choque. Com os olhos esbugalhados e boca aberta o olham.


Velma: ai...
Daphne: meu...
Fred: Deus!
Salsicha: Scooby dão?!
# De Rayrison Braga. Produzida pela Rede TV bonu de televisão.
Este último capítulo me faz ficar realmente triste, queria mais... Mas, tudo tem um fim, e esse é o ponto final da história! Espero que gostem do meu trabalho com os personagens e suas respectivas conclusões. Este, como muitos outros, será homenageado. E o honrado da vez é... são todos vocês que leram os 79 episódios de OMS. Deixará muitas saudades, não concordam? Para  amenizar não percam Perigo das sombras, a nova minissérie da TV bonu (5 capítulos). Até a próxima baby! #
Scooby dão: Sabia que a cara de vocês seria hilária, mas isso tá sendo melhor do que eu pensava.
Velma: impossível. Não pode ser você!
Scooby dão: claro que pode! Fui eu, tudo, (Daniel: e eu?)  todo esse tempo. Vingança pelos anos que me menosprezaram. E cá para nós, o serviço foi bem feito não foi? Vocês tinham que ver a cara que faziam ao receber uma de minhas mensagens. Eram verdadeiros poemas, não concordam? Podem dizer, não se envergonhem, estamos aqui para um papo descontraído!
Daphne balançava a cabeça como se não quisesse acreditar.
Fred: você tem sorte de eu estar nessa cadeira de rodas!
Scooby dão: Nem se estivesse fora dela, eu sou intocável!
Daphne: para mim, o que você fez não o torna inteligente, não. Você era inteligente antes, era inteligente pois era meigo, carinhoso e espontâneo. Agora... você não passa de um bobo!
Scooby dão: Como ousa? Eu é que estou no controle, sobre vocês e sobre todos! Sobre todos esses idiotas que me ajudaram a conseguir minha vingança!
...
Scooby estava amarrado na sala de Daniel. Lucy saía da máquina de mistério. Scooby a vê na tela e com medo dela ser vista por Daniel, começa  a se bater no chão e querer latir (estava com ataduras na boca). Daniel se levanta e chuta-o mandando calar a boca. Mas ao menos tinha valido! Lucy conseguira chegar até a entrada do quarto de Daphne, que nem Fred a instruiu. Ela, joga uma corda que trazia na mão no galho da árvore e começa a subir por ela até a janela. Estava dentro da casa. Bem na hora, Daniel voltara a espiar as câmeras.
...
Scooby dão: todos me abandonaram, nem se importaram de saber se gostaria de ir com vocês!  Diziam que voltariam logo, que ficaria bem com um primo de vocês, mentira! Não sabem como foi ruim, não passaram pelo que eu passei! (Dão tira o roupão e vemos cicatrizes, queimaduras no pêlo, feridas...)
Salsicha: ai meu Deus. Por que não nos avisou? Te ajudaríamos!
Scooby dão: não seja sínico! Sempre se preocuparam só com seu eu! Eram vocês; depois, vocês e depois vocês de novo!
Velma: acho que sofreu bastante lá, até entendo que esteja chateado...
Scoooby dão: chateado não, odiado. Mas passou, virou desejo de vingança!
...
Thorn estava com o celular na mão, olhando as estrelas, com os olhos inchados, creio que de tanto chorar. Na tela havia o número de Guz. Queria abraçá-lo, tocá-lo... A vida já tinha lhe ensinado muita coisa, ela tinha ensinado muita coisa às amigas, afinal, era sempre a psicóloga, a que ficava ouvindo os problemas e ajudando a solucioná-los. Era a hora de ela tomar um desses conselhos.
"Thorn: se ama o Salsicha vá atrás dele. Vá! Volte para Vila Legal!".
E principalmente o que ela deu uns tempos atrás... Devem se lembrar quando.
"Velma: (desabafa) Você não acredita! A Luna teve a audácia de espionar minha conversa com o Slake e depois veio me chamar de malvada. Eu não sou!
Thorn: não, não é; mas essa briguinha de vocês parece dois irmãos que fingem se odiarem para não demonstrarem sentimento. E sentimento eu sei que tem de sobra nos dois coraçõezinhos de vocês.
Velma: mas ela é que está errada!
Thorn: não importa quem erra, mas sim quem ama. Vocês duas se amam. São duas enormes amigas. A Luna brigou com a Duksy por você!
Velma fica pensativa.
Thorn: eu só acho, acho não, eu sei. Os desentendimentos são comuns na vida, mas todos nós somos imperfeitos. Perdoe-a!"
Thorn joga o celular na cama e começa a arrumar as malas jogando tudo rapidamente!
...
Que nem uma espiã, Lucy sai do quarto e segue em direção ao corredor, na sua mão um brinquedinho que Fred disse que ela tinha de pegar em seu quarto: Uma arma que lança redes.
Ela ouve o barulho de Scooby gemendo dentro do quarto e o invade com a arma em punhos.
Daniel já estava a sua espera, era ele quem fizera os barulhinhos. Com uma arma na sua cabeça, ele manda ela abaixar a dela. Lucy abaixa.
Scooby a olha angustiado. A turma estaria ferrada?
Claro que não! Lucy o chuta pelas costas bem na parte de baixo e ele cai com dores agonizantes. Lucy pega a arma e diz que é bom ele ficar quietinho. Enquanto isso ela o obriga a soltar doo.
Lucy: está bem?
Scooby: sim. Temos de impedir o Scooby dão!
Lucy:o que ele tem a ver com isso?
Scooby: ele é S, ele é que enviava as mensagens para o Salsicha e a turma!
Lucy: ok scooby, tenho um plano. Fica de olho nesse idiota ai
Scooby rosna para ele e Daniel se encolhe num cantinho. Lucy olhava as câmeras.
Lucy: achei!
Ela se vira para Scooby e diz: me ajude a amarrá-lo!
...
Scooby dão: já falei de  mais, vamos começar a sessão final. Quem vai morrer primeiro?
Todos estão calados.
Scooby dão: bora gente, eu não tenho a noite toda não, vocês vão sair daqui mortos, vivos nem pensar! Então, quem vai morrer logo?
Fred: eu, eu vou.
Scooby dão bate palmas: palmas para o Fred corajoso! Pena que essa coragem vai toda ser perdida, né? Não. Peguem ele! Tragam até aqui!
Os 2 ajudantes vão pegar ele, enquanto isso, dão tira o pano que cobria algo do seu lado. Era um aquário. Um aquário com uma serpente lá dentro. Scooby dão a pega e a enrola em si: linda não acham? É tão linda que dá vontade de comê-la! Mas eu vou deixar esse privilégio para você Fredinho! Ela apenas vai entrar pela sua boca e te sufocar.
Dr. Coffin e a Bruxa de Salem iam pegar Fred que aciona um botão na cadeira de rodas que atinge os dois com arpões de pescador. A perna deles começa a sangrar.
Sooby dão: seu desgraçado! Peguem-no idiotas!
Como os arpões eram pequenos, eles forçam e conseguem se locomover um pouco.
Coofin: não sabe que eu curo Fred?
Fred: sei, tanto é que só de me olhar, curou.
Fred se levanta num gesto heróico e bate a cadeira em coffin que cai, a bruxa corre até ele que é derrubada por Daphne num golpe de Karatê.
Scooby dão: acham que vão me deter, nunca!
Scooby dão sai correndo na direção de Daniel. Salsicha aciona um botão num controle que escondera no bolso e uma jaula cai do teto. Scooby dão desvia, pára e ri: há! Achava que não sabia de suas armadilhas? Não sou um tolo Fred! Esperava mais de você!
 Fred só fica parado o vendo.
Scooby dão se vira e lá estava Lucy que atira uma rede nele. Scooby dão fica emaranhado entre ela no chão.
Scooby doo o olha do alto dizendo: não mexa com os meu amigos!
A turma vai até lá e Fred diz: eu é que espera mais de você!
Scooby dão fecha os olhos. Estava pegue! Que IDIOTA! Se achava o máximo e caiu num truque tão velho como esse da distração. Para mim, pobre narrador, ele apenas se escondia numa máscara, não a máscara de Derick, mas a máscara dos seus ajudantes. Eles eram os verdadeiros S, os que faziam o trabalho pesado, Scooby dão sempre será um bobo odiado!
Salsicha e Lucy se abraçam, Daphne e Fred também, Velma e Scooby, depois Lucy abraça Daphne e Salsicha abraça Velma. Os dois se olham e sorriem.
Salsicha cochicha: amigos?
Velma: amigos.
Lucy vê.
A serpente que dão deixara cair, rasteja sorrateiramente para fora de casa.
A música de vitória era entoada na calada da noite. Que longa ela foi! Mas finalmente mais um caso, o maior de todos, fora resolvido. Estavam livres, livres de S!
Fred vai até a adega e tira um excelente vinho, eles comemoram.
Amanhece...
A cidade estava em silêncio total. Destruição tinha por toda parte. O fogo estava controlado. Ainda bem. Stones estava louco, mas feliz por ter "desvendado"o caso. É, a turma deixou ele ficar com os créditos em troca dele não falar nada sobre esconderem pistas. 4 presos de uma só vez, o xerife seria promovidíssimo! Que legal!
...
Velma chega no campo de refugiados, como era chamado. A mãe e o pai que estavam sentados com Slake a veem e correm para abraçá-la.
Velma: mãe, estou livre!
Sra. Dinkley: sabia que conseguiria.
Sr. Dinkley: minha filha, que bom que está bem.
Velma: estamos bem pai, voltamos como há 3 anos!
Sra. Dinkley: fomos os causadores de todos esse sofrimento. Nos desculpe.
Velma: já pagaram pelo acontecido, mais do que tivessem sido presos por anos. Vamos recomeçar, vamos conseguir mais disfarçes para o novo museu de Vila Legal!
Sra. Dinkley: mas como filha, tudo foi queimado.
Velma: não falo daquelas fantasias antigas! Falo de novas!
Sra. Dinkley: como assim?
Velma: voltamos! (grita alto)
Sra. Dinkley: mentira?
Velma: nossa vida é isso mãe, é isso que nos faz felizes!
Os 3 se abraçam. Slake observa de longe, do mesmo cantinho que estava antes de Velma chegar.
Velma: agora eu preciso conversar com Slake, poderiam nos deixar a sós?
Sr. Dinkley: claro!
Velma anda até Slake que sorri.
Slake: linda!
Velma: o que houve? Por que não foi até lá?
Slake: acho que estou com medo da conversa que você quer ter comigo.
Velma: eu nem te falei sobre o que era.
Slake: eu sinto que sei.
Velma: o que sente?
Slake: que esse é o fim.
Velma: Slake... (suspira) você é demais! Um  cara que toda garota sonha em ter como namorado, mas...
Slake:não é a mim que ama!
Velma balança a cabeça negativamete.
Slake: eu sabia, no fundo eu sabia, desde o início.
Velma o abraça.
Velma: com toda a certeza conseguirá alguém maravilhosa para você! Alguém que te ame incondicionalmente!
Slake deixa os olhos se encherem de lágrimas.
...
Luna e Guz  estavam parados no sofá, tristes, em silêncio mortal. A campainha toca e os dois discutem para ver quem vai abrir. Desde que Thorn e Dusky partiram as coisas estavam meio solitárias; uma visita seria bem consolador.
Era o entregador de cartas.
Eles a recebem e voltam a ficar deprimidos no sofá.
Luna: por que fizeram isso conosco?
Guz: por que ela fez isso comigo?
...
Thorn descia do táxi. A casa era o endereço que encontrou de Dusky. Mas achava que estava enganada, não era nem de longe a casa descrita pela moça. Decidiu bater para ter informação. Quem abriu foi Dusky. As duas se olham.
...
Slake chorava loucamente na cabaninha. Sua cama improvisada ficava toda molhada.
Slake: Velma, velmaaaa...
Dá dó ver um homem "destamanhão" chorando. Coitado.
Alguém entra na tenda e começa a acariciá-lo. Slake se vira: Velma?
Não era ela, mas Sophie.
Sophie: sou eu.
Slake: Sophie?!
Sophie: é.
Slake: deveria estar no hospital!
Sophie: fugi. Eu ia embora, mas algo me disse que não poderia ir.
Slake: sua intuição?
Sophie: não, a atendente do aeroporto disse que os voos foram cancelados.
Slake ri.
Sophie: é assim que eu quero te ver, não chorando!
Slake: a Velma me deixou.
Sophie: sinto muito por estar sofrendo.
Slake: obrigado.
Sophie beija a sua testa.
Sophie: estarei aqui, ao seu lado, para quando precisar.
Slake a olha. Se encaram por um instante e se beijam. Uhulll!
Velma ia entrar, mas vê os dois, sorri e sai.
...
Thorn e  Dusky estavam sentadas frente a frente. Conversavam há um tempinho.
Thorn: como conseguiu viver aqui?
Dusky: o ser humano se acostuma com tudo, até  com as coisas ruins. Isso me ensinou muito, uma enorme lição de humildade.
Thorn: Dusky,...
Dusky: não precisa falar!
Thorn: preciso. Me desculpe! Falei coisas que não devia ter dito! Deveria ter te escutado.
Dusky: acho que nós duas se arrependemos de algo!
Thorn:  (Sorrindo) é.
Dusky fica em silêncio de cabeça baixa.
Thorn pega o celular e aperta o botão que inicia a música. Dusky levanta a cabeça e a olha. Era sua música preferida, a mesma que tocara na festa no dia da despedida de Velma.
Thorn: quer dançar?
Dusky ri. As duas dançam ali, sozinhas.
Como é bom viver  junto em união!
...
Daphne descobre por meio de outro vizinho que a pobre dona Sís morrera. Ela quase cai. Teve de ser segurada.
...
Fred recebia cuidados, por ter se levantado ontem e forçado, rompeu uns pontos, teria de costurá-los novamente, mais dor, mais gritos.
Enfermeira: seja forte homem!
Velma: é Fred, seja forte! (ri)
...
A campainha toca novamente. Luna e Guz correm e quando abrem se deparam com as duas: Thorn e Dusky. Pasmos, os 4 se entreolham por uns instantes. Depois, todos começam a pular e gritar. As Hex Girls voltaram!
...
Daniel e os outros, odiados por terem sido presos, passaram a ameaçar Scooby dão na cadeia  e a chamarem amigos, outros detentos, para dar uma boa lição nele. Pagando!!!
Alguns dias depois...
Música. Um belo jardim com flores de todas as cores, de todos os tipos e tamanhos. Um paraíso! Era a cerimônia de casamento de Salsicha, que escancaradamente estava nervosíssimo.
A doutora Renata se aproxima dele e diz: hum... que gato!
Salsicha: que bom que veio!
Dr. Renata: como perderia o casamento do meu paciente tão querido e aplicado?
Salsicha: até parece!
Renata: é sério Salsicha, você tá bem mais magro, acho que voltou para o peso que tinha há 3 anos.
Salsicha: sério?
Renata: sem brincadeira, você conseguiu, emagreceu. Perdi um cliente!
Salsicha sorri. Vê os pais e pede licença.
Salsicha: pai, mãe. Pensei que não viriam!
Senhor Rogers: e perder o casamento  do nosso filho? Nem pensar!
Senhora Blake: olha  ai, como tá lindo o meu filho! Será que se cria?
Riem. É, temos de admitir que eles estão mudados! Amorosíssimos!
...
Daphne estava saindo de casa apressadíssima, tinha se atrasado um pouquinho. Estava linda num vestido longo roxo, nunca vi tão bela!
Quando abre a porta se depara com os pais. Fica surpresa.
Senhora Blake: por que fez isso?
Daphne: fiz o quê? Colocar a Deise numa clínica?
Senhora Blake: num hospício!
Daphne: ela precisa disso!
Senhora Blake: você sabe o que estão dizendo? Que a família dos Blake tem uma louca! Você nos desonrou, não é mais uma de nós, não é uma Blake!
Fred: vamos Daphne, não vale a pena!
Daphne: não mesmo!
Daphne vai saindo com Fred, quando vira-se e diz: só espero que aprendam a lição logo! Antes que seja tarde de mais!
...
Jackie chegara no local do casamento. Olhando para os lados vê Salsicha.
Salsicha: Jackie! Que bom te ver! Depois que sumiu daquele jeito, fiquei preocupado, mesmo.
Jackie: estou bem! Tenha certeza!
Salsicha: hoje é um grande dia para a Lucy, ela gosta muito de você, aproveite!
Jackie: obrigado.
...
Já Scooby estava na mesa de comidas. Ao lado de Bela, a cachorrinha de Lucy.
Scooby dá um casadinho na boca dela. Riem. Então era ela! Ela era a famosa namoradinha do Scooby! Tudo está explicado então!
"Lucy estava no supermercado. No carrinho tinha pouca coisa. Ela costumava comprar só para o dia. Maçãs, ervas para tempero, ração de cachorro..." (Retirado do capítulo 44, o episódio que dizia que ali tinha uma pista para um dos maiores segredos de O mistério secreto).
"Scooby: o que vinhemos fazer aqui na sua casa?
Lucy: o Salsicha me disse que vocês não tem muitos amigos caninos e concordamos que isso seria bom para você. Então vou te mostrar meu mascote!
Scooby se assusta: não, não, eu não quero!
Lucy: Scooby! Por que está desse jeito?
Scooby fica com uma cara fechada".
T-rex se aproxima cheirando Bela. Scooby fica irritado e rosna para ele. Slake corre e o pega.
Slake: desculpe Scooby, o t-rex tem que aprender a se controlar!
Scooby: tudo bem!
Nina estava nos arredores em busca de comida. Scooby a vê, fica com raiva e sente vontade de ir lá e fazer ela fugir, mas olha para Bela e aqueles lindos olhinhos eram irresistíveis. Fica ao lado dela! O amor é lindo!
Quem não se aguenta é o baixinho e raivoso do T-rex. Ele salta dos braços de Slake e corre atrás de Nina, a coitadinha não tinha sossego.
Sophie ri de T-rex junto a Slake. Ela estava cheia de marcas, marcas que nunca saíriam, mas como disse Slake, ela estava mais bela agora. Estavam juntos.
Slake: scooby, quem é sua amiguinha?
Scooby fica vermelho e se engasga com a comida. Slake o ajuda.
...
Todos se colocavam em seus lugares.
É na hora que Daphne chega com Lucy. Mudei de ideia, Lucy é a mulher mais linda que já vi. Uau! Que vestido branco maravilhoso!
Salsicha a aguardava frente ao Juíz. Fred estava lá ao seu lado, com a perna noviha em folha.
Lucy entra ao lado de Daphne. Até que chega no altar. Olha para o noivo. O juíz inicia a palestra.
Velma estava na plateia ao lado de Scooby e Bela.
Velma: ela está linda!
Scooby: está tudo bem, Velma?
Velma: sim. Tudo está lindo. O Salsicha também!
...
Juíz: Norville Rogers aceita Lucymeire Braga como sua legítima esposa, para amá-la e respeitá-la, na doença e na velhice, na alegria e na tristeza até que a morte os separe?
Salsicha: sim.
Juíz: e você Lucymeire Braga aceita Norville Rogers como seu legítimo esposo, para amá-lo e respeitá-lo, na doença e na velhice, na alegria e na tristeza até que a morte os separe?
Lucy olha para Salsicha, sorri. Era o momento que ela mais esperou nos ultimos anos. Era perfeito, até mesmo Slake, de quem ela era fã, estava lá presente. Mas...
Lucy: não.
Todos ficam boquiabertos, a plateia ecoa um só som: ohhh!
Salsicha: Lucy!?
Lucy: (sorrindo o tempo todo) Desculpa Salsicha, mas não era assim que eu esperava. Não quero que case comigo só por pena, eu e você seríamos infelizes. Você é com (vai até Velma e a levanta) com você. É assim que deve ser.
Salsicha: Lucy, eu fiz uma promessa a você!
Lucy: e eu peço perdão por quebrá-la.
Salsicha a abraça: obrigado, muito obrigado.
Lucy: você é um bom homem Salsicha, você é uma boa mulher Velma. São um belo casal! Pode fazer a pergunta para ela meritíssimo!
Velma e Salsicha se olham.
...
Após a cerimônia cheia de surpresas era só festa. Festa regada  em muita música da maravilhosa banda: Hex Girls. Velma sobe no palco a pedido de todos e canta também.
Jackie: precisou de coragem para fazer o que fez!
Lucy: é. Aprendi com você.
Jackie: comigo?
Lucy: é, você ter partido daquele jeito me ensinou que o amor concede.
Jackie: sim.
Lucy pega na mão dele e diz: vem, vem dançar!
Ela puxa Jackie e os dois começam a dançar.
Daphne e Fred comentam sobre como Scooby estava gostando de ficar pertinho de Bela.
Salsicha: nem percebi.
Daphne: parece que daí sai filhote!
Salsicha: Daphne!
Daph: o quê? É a verdade! É normal um casal que se ama querer ter filhos! Ou você e a Velma não querem?
Salsicha: ah, sei lá. Acho que está cedo de mais para dizer!
Fred: como os dois vão viajar eu fiz questão de organizar o furgão!
Daphne: Salsicha, Norville (ele a olha com raiva) ficou muito linda! Você tem de ver a nova decoração!
Velma se senta com as Hex morta de feliz.
Velma: gente, que saudades dos palcos!
Salsicha: pode voltar se quiser!
Velma: claro que não, eu amo os palcos, mas meu futuro está aqui, com meu amor! Diferente da Thorn, que me disseram que está com o Guz.
Guz: (brincando) quê? Não sei dessa história não!
Riem. Salsicha beija Velma e Daphne a Fred. Scooby se mete entre o casal e grita:
 Scooby dooby doo!
(Após o casamento, Jackie comprou o Salsicha ao ponto e junto com Lucy continou o trabalho. Já a turma voltou à ativa, agora com uma nova integrante na turma: Bela. Thorn teve 1 filho com Guz Box. As Hex Girls nunca mais se separaram)
O celular toca. Era uma mensagem para Salsicha, ele a lê: "Cinema às 8? - Velma".













Para comentar: O que achou do final da trama? O que mais gostou? O que mudaria? Dê a sua opinião para mostrar que esse longo trabalho deu certo!
Nos próximos capítulos: ah, não tem mais...
Para os que estão assim como eu, mortos de saudade, teremos uma boa notícia: um especial para O mistério secreto será postado aqui com coisas dos bastidores e curiosidades que ainda não sabem. É em breve hein! Fiquem de olho na página: o que há de novo? para saberem a data exata.´
É só isso gente, com os olhos cheios de lágrimas eu digo: fim OMS!
Compartilhar no Google Plus
    Blogger Comentario

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial