[EXCLUSIVO] Entrevista Com Escritor De ''Scooby Apocalipse''!




Nesses dias, não é novidade para ninguém que a DC Comics assumiu o compromisso de levar clássicos da Hanna-Barbera para dentro do universo dos quadrinhos com propostas modernizadas e inovadoras. ''Scooby-Doo'' teve a sorte de ser um dos escolhidos. A nova versão de nossa querida turma chamou a atenção de todos os fãs, muitos adotaram uma postura pessismista antes mesmo de a primeira edição ser lançada. O site estrangeiro ''NewsArama'' teve a honra de entrevistar Keith Giffen, um dos responsáveis por ''Scooby Apocalipse'' e o SDNC trazudiu a entrevista com exclusividade para vocês. Confiram abaixo!

Entrevistador: Keith, você está trabalhando em algumas idéias de Jim Lee para ‘’Scooby Apocalypse’’. Esta é uma reformulação dos personagens, semelhante a que você está fazendo com ‘’Sugar e Spike’’ em ‘’Legends of Tomorrow’’?

Keith Giffen: Em ‘’Sugar e Spike’’ eu estava trabalhando com personagens da DC, então senti como se pudesse realmente expandi-los mais, desde que não cometesse exageros. Com ‘’Scooby Apocalypse’’ encaminhei os personagens para uma nova direção e me diverti, mas acho que ‘’Scooby-Doo’’ tem uma fama muito maior que ‘’Sugar e Spike’’ para eu poder fazer mais do que isso. É um legado de décadas. As pessoas têm muita expectativa, portanto, quanto a Salsicha, Velma, Daphne, Fred e Scooby: a essência de quem eles são precisará estar lá. Pude mudar a situação em que eles estão, mas nunca a dinâmica da turma.
Então, estando responsável pelo material, não vou querer gritar para as pessoas: "Ei! Eu conheço a história de Scooby melhor do que ninguém, portanto vou fazer alterações a vontade!" De jeito nenhum. Estou tentando aproximar os personagens da originalidade máxima possível dentro dos limites da nova história criada. Não farei uma reformulação completa de ‘’Scooby-Doo’’, não há razão para isso.

Entrevistador: Mas eles parecem diferentes na capa apresentada, não lembram nada aquelas ‘’Crianças Enxeridas’’ metidas em casos malucos.

Giffen: Não, porque nós estamos tentando manter uma tendência de quase seriedade. As ameaças da história serão bem reais. Será mais uma HQ de terror do que o ‘’Scooby-Doo’’ divertido do passado, com vilões caricatos e todo aquele enredo girando em torno de ‘’desmascarar’’.  Redirecionaremos a Mistério S/A sem violar quem ela é.

Entrevistador: Porém, a turma está parecendo uma versão moderna do que ela é, por exemplo, com Salsicha ostentando uma barba ‘’atual’’ em vez da barbicha e penteado hippies. Mas você está assegurando que todos continuam com as personalidades passadas?

Giffen: Sim, preciso assegurar, porque, vamos supor que eu entrasse em uma sala cheia de fãs e dissesse que Daphne será uma réplica da Viúva Negra, sabe lutar kung fu e arruína criminosos fatais? Não funcionaria. Todos nós conhecemos ‘’Scooby-Doo’’ e seus personagens durante anos. Se os mudássemos completamente muitos iriam rejeitar a proposta. Então é preciso manter o núcleo da identidade de cada um. Posso acrescentar aspectos e situações novas, mas ainda será a turma ali! Nós pensamos em uma maneira diferente de uni-los, mas eles ainda são aqueles personagens. Só que agora, em vez de Salsicha e Scooby procurarem um sanduíche enquanto deveriam estar investigando pistas num caso de vampiro fajuto, teremos Salsicha e Scooby procurando algo para comer no meio de um apocalipse.

Entrevistador: É legal receber a oportunidade de trabalhar em personagens tão bem conhecidos e fazer algo novo com eles?

Giffen: Ah, sim. É muito divertido trabalhar com eles, mesmo com quase tudo já formado. Acompanhei ‘’Scooby-Doo’’ por anos, em seguida a vida deu voltas, recebi a responsabilidade pelos personagens e perguntas sobre qual tipo de história eu queria fazer com isso. Na verdade, é reconfortante saber que uma grande parte do trabalho de base já foi feito. Eu não tenho que pensar sobre como desenvolver a relação entre Daphne e Fred, Velma com o grupo ou os laços de Scooby e Salsicha. Isso tudo já foi muito bem estabelecido nos desenhos animados, filmes e outras mídias que receberam a franquia. Tudo o que fiz foi transpostar a essência e depois o que mais gosto: fazer uma trama girar em torno dela.

Entrevistador: Então isso tudo se trata dos personagens já conhecidos com uma história totalmente nova.

Giffen: Positivo. Eles estão vivendo durante um apocalipse, por isso podemos colocá-los em situações que não tenham estado antes. Vamos ajustá-los mais perto da realidade. Isto é recriar o conceito sem refazer os personagens.

Entrevistador: Ok, então eles estão no apocalipse e você disse que isso será mais como uma HQ de terror. Fomos informados de que o grupo terá que lutar para sobreviver, porque as "criaturas da noite" estão entre nós. Isso realmente é assustador em sua opinião?

Giffen: Sim, é assustador, o propósito é definitivamente esse. E quando se trata de coisas assustadoras eu posso ter o controle da situação. Posso fazer algo que obtenha sucesso em te assustar, mas com um pequeno toque bem humorado, e depois deste alívio sou capaz de completar o caminho para o horror total. Portanto, é realmente um prato cheio o que eu obtive com este projeto. Sempre me divertirei. Isso é basicamente o que dá para divulgar. Estou adorando trabalhar nesta HQ de ‘’Scooby-Doo’’ e acho que isso conta muito, pois espero que minha reação se reflita no público.
Compartilhar no Google Plus
    Blogger Comentario

0 comentários:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial