SEGREDOS ALÉM DA MISTÉRIO S/A - FANFIC

Olá Doonatics. Hoje trago o primeiro capítulo de uma série "fanfic" do Scooby. Ao total serão 5 capítulos, 1 a cada semana. Espero que gostem e se assustem muito. Boa leitura!

FOTO ILUSTRATIVA

 CAPITULO 01 
"PONTOS EXTREMOS"

VELMA:

Estava quase anoitecendo. Lá estavam Salsicha, Scooby e eu, na máquina de mistério, esperando Daphne e Fred terminarem o turno na emissora de TV. Os dois haviam começado a trabalhar lá a alguns meses. Trabalhavam durante o dia e a noite como de costume, resolvíamos o mistério da vez.

E eu, bem, tomava conta da minha livraria de mistério. Era uma renda extra e além do mais, gosto do que faço. Mistérios me fascinam. Salsicha e Scooby, faziam o que sabem fazer de melhor…comer!



DAPHNE – Olá turma!

FRED – Desculpem pelo atraso. O diretor do departamento de jornalismo hoje não estava de bom humor.

DAPHNE – Tivemos que refazer toda a matéria!

VELMA – O importante é que vocês já chegaram. Precisamos ir, se quisermos encontrar o caseiro da mansão.



A TURMA SE DIRIGE NA MÁQUINA DE MISTÉRIO PARA A ANTIGA MANSÃO ASSOMBRADA



SCOOBY- Esse... esse é o lugar???

VELMA - Sim, Scooby. O caseiro da mansão nos disse que...bem que tem acontecido coisas estranhas como ruídos e gritos. A casa já está vazia a anos, então...

FRED -  É provável que alguém a esteja usando para encobrir algo.

VELMA - Vamos turma!


A TURMA SE DIRIGE ATÉ A MANSÃO. VELMA BATE NA PORTA.


CASEIRO SILVESTRE - Olá jovem detetive. Que bom que você e seus amigos vieram. Tive medo de que desistissem desse mistério.

FRED - Ora o que é isso? Nunca desistimos de um mistério..por mais difícil que seja.

SALSICHA - É .... infelizmente não desistem!!!!

DAPHNE - Conte-nos o que está havendo Sr.Silvestre!

CASEIRO SILVESTRE - A, você sabe, gritos, ruídos, móveis que saem do lugar...

VELMA - O senhor viu alguém vestido, fantasiado, não sei..alguma pista? 

CASEIRO SILVESTRE - Não.Nada. Apenas ruídos!!!

FRED - Não se preocupe! Nós iremos investigar.

CASEIRO SILVESTRE - Fiquem a vontade crianças! E me desculpem a falta de educação da minha parte, mas eu já vou indo. O meu carro está com problemas, e preciso ir ao mecânico. Boa sorte com isso, aí e tomem muito cuidado. Essa casa é cheia de armadilhas.

FRED - Disse armadilhas?

CASEIRO SILVESTRE - Sim meu caro, os antigos donos dessa casa tinham muitos segredos!

E ASSIM, CASEIRO SILVESTRE, VAI EMBORA COM SUA CAMINHONETE VERMELHA DEIXANDO PARA TRÁS APENAS UM RASTRO DE FUMAÇA.


FRED - Bem turma, agora é com a gente!

SALSICHA - Eu não sei por que Scooby, mas eu não estou gostando nada disso, tipo assim sabe? Isso me dá muitos...

SCOOBY- Calafrios!

SALSICHA - Sim, calafrios!!!

VELMA - Hum....Quem seria maluco o bastante para encher a casa de armadilhas?

FRED - Eu! Armadilhas são o máximo.

VELMA - Bem, além do Fred.

DAPHNE - Eu não sei Velma. Mas quem se mudou daqui teve o cuidado de não deixar nada pra trás.

VELMA - Pesquisei quem eram os antigos donos dessa casa, e o registro do cartório foi apagado.

FRED - Talvez o meu pai adotivo, Papai Prefeito, saiba algo sobre isso.

VELMA - Creio que não Fred. É óbvio que a pessoa que fez isso não queria ser encontrada.

SALSICHA -Gente, o Scooby encontrou uma pista.

VELMA - São duas passagens de avião. Os nomes que constavam no registro foram apagados. Mas a data é de 20 anos atrás..Hm....

DAPHNE - Algo me diz que as pessoas que moravam aqui, não foram embora apenas para mudar de vizinhança.

VELMA - Mas o que tudo isso tem em comum, o que tem a ver com todo esse mistério?

SALSICHA - É..e uma pergunta ainda mais importante...por que ainda não vimos o monstro ou fantasma...Na verdade não que eu queira ver isso, mas já é tradição. Toda vez que chegamos a uma casa ou qualquer lugar supostamente assombrado pra procurar pistas, sempre aparece o vilão da vez e...

VELMA - Ahm...Salsicha!

SALSICHA Ah, não, por favor não me diga que ...o monstro está parado atrás de mim!

SCOOBY- Está sim!

SALSICHA - Eu pedi pra não me dizer Scooby!
  A criatura, por mais clichê que pareça, aparentava ter apenas um lençol branco por cima, mas por mais que eu tentasse ver, quem estava por trás da máscara, não podia.
DAPHNE - Se é uma fantasia, essa fantasia está bem feita!

SCOOBY - FUJAM!!!!

FRED - Rápido, pela porta dos fundos!

  Corríamos o mais rápido possível. Fred ia na frente com a Daphne. Salsicha e Scooby corriam assustados ao meu lado, e o fantasma bem atrás de nós, pronto para dar o bote se tivesse chance...

  Eu tentava encaixar as pistas mas nada daquilo fazia sentido. Qual a ligação de um fantasma, com uma casa velha e duas passagens de avião?

   Mas naquele momento nada daquilo importava. O mais importante era conseguir fugir. Finalmente chegamos a saída da casa.

SALSICHA - Rápido Scooby!

VELMA - Ah..Ele me pegou...Socorro turma!!!

DAPHNE - Rápido, ajudem a Velma.

   Eu já estava sem ação naquele momento. E então a Daphne pegou um pedaço de lenha, perto que estava ao chão e arremessou no fantasma. Ele desapareceu como um holograma.

SALSICHA - Isso foi terrível! Numa escala de medo de 1 a 10, esse susto conseguiria...

SCOOBY- 11.

VELMA - Nossa, essa foi por pouco! Obrigada Daphne!

DAPHNE - Então, o que fazemos agora?

FRED - Bem, ainda são 8 horas, temos a noite toda para investigar.

DAPHNE - Acho que depois de todo esse susto e do dia cansativo de trabalho no escritório merecemos uma folga, amanhã continuamos.

FRED - Ok. Então vamos.


 Na estrada de volta pra casa Salsicha e Scooby desceram em uma lanchonete. Era a MASTER X BURGUERES. Sua lanchonete preferida na cidade....Após chegar em casa era difícil dormir depois de tudo aquilo. Eu sei, já passei por ataques de monstros e fantasmas muitas vezes, mas não era isso que me assustava....Eu não fazia ideia de como resolver aquele mistério. As pistas não se encaixavam. Talvez tudo fizesse mais sentido no dia seguinte. Precisava de algumas horas de sono..


DAPHNE:

    Fred e eu sempre éramos os últimos a chegar em casa. Percebi que tinha sido um dia difícil. Haviam diversos assuntos para puxar, o quanto o diretor do jornal era exigente, ou o acidente com a copiadora, o atraso na entrega das folhas de pagamento, mas permanecia um gelo entre nós. O Fred parecia bem tenso, e eu não sabia o que dizer.

DAPHNE - Tudo bem com você Fred?

FRED - Ahm..nem tanto Daphne. Tenho estado muito confuso.

DAPHNE - Sobre?

FRED - São os meus pais. Meu pai, o prefeito. Ele sempre foi um ótimo pai, mas....Quando eu penso que os meus pais adotivos ainda estão por aí....A alguns meses atrás ele me falou toda a verdade, os meus pais biológicos me deixaram aqui quando eu ainda era muito pequeno. Os 3 eram muito próximos, e segundo meu pai, eles tinham muitos problemas financeiros. Foram embora e nunca mais voltaram.

DAPHNE - Oh..Fred! Sei que vocês ainda vão se reencontrar!.... Espera..eles moravam aqui...armadilhas..passagens..é isso..aquela casa Fred, pertence aos seus pais!


VELMA:

  Eram 2 da manhã. Não conseguira pegar no sono. Acendi a luz e comecei a ler um livro de mistérios. Um dos meus preferidos aliás. De repente um barulho na janela. Era o Scooby. Assim que o convidei para entrar, notei que ele estava assustado e tenso.

VELMA: O que foi Scooby? O que você faz aqui a essa hora?

SCOOBY- É..é..o S-A-AAL-SICHA! Ele..ele....foi levado.



É isso pessoal, esse foi o 1° capítulo da série "Segredos Além da Mistério S/A". Semana que vem tem mais!

Compartilhar no Google Plus
    Blogger Comment

2 comentários:

  1. Jinkies ! Essa fanfic esta incrivel , vc consegui misturar elementos dos filmes antigos com outros bem recentes como a paixão por armadilhas do fred ! Parabêns espero a continuação ancioso !

    ResponderExcluir
  2. Simplesmente perfeito!!! Mal posso esperar o proximo

    ResponderExcluir

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial